Rio de Onor eleita uma das finalistas na corrida às 7 Maravilhas de Portugal®– Aldeias

Title

Rio de Onor eleita uma das finalistas na corrida às 7 Maravilhas de Portugal®– Aldeias

No dia 20 de agosto realizou-se em Pedrogão Grande a Gala Especial que elegeu na categoria Aldeias em Áreas Protegidas, Rio de Onor, em Bragança, como uma das aldeias finalistas às 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias. 

Rio de Onor é uma aldeia que está inserida no Parque Natural de Montesinho e na Zona de Proteção da Rede Natura 2000, junto à fronteira com Espanha. Esta aldeia raiana é marcada pela distinta preservação e restauro das suas casas de xisto com varandas alpendradas, sendo que a maioria dos seus habitantes é bilingue ou trilingue (português, castelhano e rionorês) e regem-se por um governo próprio, pois ainda vivem em comunidade. 

A Gala Especial das 7 Maravilhas de Portugal elegeu, ontem, em Pedrogão Grande as duas aldeias finalistas na categoria Aldeias em Áreas Protegidas. Rio de Onor destacou-se pela beleza natural e pela preservação do seu dialeto, rionorês. 

Rio de Onor - A irmã gémea e a “Vara da Justiça” 
 

PUB

Anuncie no Notícias do Nordeste! Contacte-nos!
Consulte a tabela de preços  
 

Rio de Onor partilha o seu território com a idêntica aldeia Rihonor de Castilla, situada do outro lado da fronteira. O convívio entre as duas aldeias trouxe aos seus habitantes um dialeto muito próprio, o rionorês. A aldeia tem uma arquitetura típica com casas tradicionais de xisto, com varandas alpendradas e cobertura de lousa. Aqui é possível descobrir a Ponte Romana, a Igreja de São João Batista, a fonte, a praia fluvial, os fornos comunitários, os lagares de vinhos e os moinhos. 

Em Rio de Onor, vive-se numa estrutura onde, ainda, existe entreajuda, agricultura e pastorícia comunitária, partilha de terrenos, de rebanhos e de moinhos. A “Vara da Justiça” é um símbolo que, ainda, hoje é respeitado. Responsabiliza-se pelo cumprimento de todas as regras da comunidade e aplica multas, que são pagas através de vinho ou azeite. 

A sua gastronomia destaca-se por deliciosos enchidos e o artesanato é rico em peças de cestaria e carpintaria.